O Tamanho das coisas

Há muito tempo tenho sentido meu coração se compadecer de cenas tão pequenas de vidas tão distantes de mim. Eu sempre me senti mal, meu humor sempre oscila e tenho meus altos e baixos como qualquer outra pessoa, mas de tempos para cá como estava dizendo tenho pensado mais nos outros, tenho me fragilizado mais pelas coisas do meu exterior do que para as coisas do meu interior.

Percebi que o mundo é tão grande, mas tão grande que como pode ser possível caber tanta gente dentro de um mesmo lugar… Já parou para pensar na dimensão que as coisas no plano do visual possuem?Como seria medir um lugar, demarcar um tamanho para ele e por fim chamá-lo de Metro e dizer que ali pode caber ou ficar uma pessoa ou mais por cada metro existente?Eu não consigo mensurar tamanha espacialidade. é fora do comum olhar para a Av. Paulista vê-la cheia de prédios e não ter a mínima noção de quantas pessoas estão ali dentro de cada um em cada parte , andar , “cômodo” ou sala do prédio.Imagine essa cena … Ok! Agora tente transformar isso numa linha ou num quadrado; É muita gente! Como podem caber quase oito bilhões de pessoas num lugar só?É muito espaço, muito lugar, muita casa, prédio, shopping, rodovia e ainda sobra espaço… E as pessoas que não tem onde morar?Má distribuição espacial ou territorial responderia essa indagação, só reafirmando; HÁ MUITO ESPAÇO!

Conseguir mapear, rastrear e achar as pessoas ou lugares é de uma dimensão muito grande, e meu coração acelera só de pensar na quantidade de gente que está vivendo hoje, que acorda cedo hoje e sai para “viver a sua vida”,fico pensativa tentando imaginar várias pessoas ao mesmo tempo fazendo isso como vários outros desconhecidos para mim.Ao mesmo tempo que me compadeço daqueles que não tem onde morar dignamente,aqueles que acordam nas sarjetas,beiradas de rodovias e debaixo das pontes ,todos esses me apertam o coração por alguns minutos porque é proporcional para mim;O mesmo tanto que mora numa casa é o mesmo tanto (ou maior) que não tem onde morar,logo me passa a sensação ruim…Eu acabo de ver uma menina de mãos dadas com sua mãe,era uma menina oriental e seus olinhos sumiam no sorriso gostoso e folgado das gracinhas de sua mãe.Isso me enche de amor e uma alegria instantânea entende?É tão simples, mas tão forte. Tão pequeno, mas tão grande.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s