Retrospectiva: Nós.

Eu penso em você todos os dias. Penso nas inúmeras vezes que compliquei nossas vidas, nosso namoro e no quanto fui tola. Me pego rindo de lembranças uma vez você mesmo disse: ‘Estou sustentando algo (um namoro) com uma palavra’Acho que no nosso caso a palavra é saudade. Porque ficamos nos lembrando de nossas noitadas, risadas e músicas. Realmente acredito que amor é amor.Não morre, muitas vezes vemos uma árvore seca e sem folhas, mas, quando arrancar um pedaço de sua casca você à vê:  Viva. clara e saudável.Creio que no amor é assim! Mas falo de amor como essência  sem influente nenhum  , somente amor.

Mas se amor não morre, então porque  não estamos mais juntos ? Era tão estranho te desejar e ao te ter sentir reverso. Digo isso porque eu sempre acreditei  ser amor. E Nos últimos dias que tive com você sentia isso , não sei explicar tamanha confusão minha. Eu tinha certeza sempre te amei, nunca quis outro cara se não, você. Então terminamos e eu me senti bem , senti-me como se não tivéssemos tido juntos essas últimas  semanas  Guardei em minha biblioteca da memória apenas os livros importantes. Apenas os livros que relatam  os finais felizes que tivemos.Pois não  sei se disse anteriormente mas, tivemos uma duas brigas ‘feias’ , duas que resultaram num suposto término. Esta é a terceira vez em um ano.  Na primeira me senti muito mal, queria morrer de remorso por se quer ter te deixado ir, na segunda , ainda sentia remorso mas , nem tanto, menor, pequeno. Sentia uma coisa como um ciúmes, uma vontade de te agarrar e dizer: ‘ Nunca mais vamos brigar, nunca mais, nos deixar.’ E então me desculpei  e você me disse ‘ Agente só fica bem, juntos.’ Eu acreditei. Me ia sem ar sem você, nada funcionava direito, quando não te tinha por perto. Em todos os sentidos possíveis você me alegrava, eu sentia um prazer imenso só em te dizer do meu dia ou de apenas te ouvir falar uma única frase mesmo que rindo da minha cara.

Tudo começou entre nós como se fosse amizade e naturalmente as coisas aconteceram. Ele namorava e eu também , meu namorado era muito ciumento e eu tinha medo de ter qualquer contato com o sexo oposto, sem exageros, eu queria de todos s jeitos, agradar o meu namorado, não queria fazê-lo sonhar que me viu conversando com outro cara, estava perdidamente apaixonada, na verdade, cegamente.

Eu sabia que não podia, sabia que ele odiaria, mas, você insistiu em se aproximar, eu estava com a guarda armada. E mesmo assim você veio, eu não queria me apaixonar. De repente , me roubou um beijo. ‘Foi a sensação mais estranha do mundo’. Depois dessa retrospectiva , para você caro leitor, entender do que falo, nesse caso,encerro minha despedida por aqui. Ah! Não falei da última e definitiva briga… Terceira: Disse tudo o que eu tinha para dizer das tais ‘últimas semanas’ decidi fechar meu coração para você e pontuei, deixei de te desejar. (?)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s