Uma Cartomante sem credibilidade

Estes são trechos de um diálogo caseiro entre uma  cartomante e  minha irmã. Eu só sei disso com detalhes porque, vi minha irmã conversando com ela, era um dia qualquer e a cartomante abordou minha irmã no centro da cidade, num desses dias que passávamos por lá, sem ter um destino certo. Sem ter pressa, só para conversarmos mesmo. Eu lembro de todos os detalhes, por não ter interferido na conversa. Eu me calei para guardar melhor a conversa. Eu não ia lembrar da conversa com os detalhes, se tivesse me metido no assunto. Não sei, não gravo muito as coisas quando faço mais de uma.

Nem tudo que acontece para as pessoas é bom. Nem tudo que acontece é desejado. Ou esperado. Isso todo mundo  sabe e “tá careca” de saber. É engraçado como um ‘lugar’ pode atribuir tantas lembranças e sensações para apenas uma pessoa só. Pelo simples fato de ser exatamente isso que acabo de citar acima: O inesperado. Agente nunca mas nunca mesmo, sabe o dia de amanhã e eu até já falei isso aqui, mas é, não há nenhuma vidente que acerte cem por cento do seu futuro  amigo.

Não adianta, se você acredita nisso, sinto em informar-lhe, mas esse “acreditar” não passa de uma hipocrisia aguda. É. diagnostiquei seu problema meu querido! Sim, sou cartomante de crenças inversas e avessas á tudo e todos.

–  Em resposta 1: Por que diz essas coisas? Como assim? Sem nem ao menos, saber como se procedem as artes da adivinhação ?

– ‘Uai‘ Descobri e resolvi seu dilema, de crer ou não na sua cartomante, de sair de casa sem a peça de sorte ou até mesmo aquele acessório, ou melhor, medalhão.

– Resposta 2 :  Eu tenho cursos nisso ok! Sou uma pessoa super capaz e confiável para fazer o serviço, não duvide de minha  capacidade e dons como cartomante.

– Diga algo de mim, que ocorrerá amanhã.   Vamos!

Resposta 3: A vida não é assim,  eu não conheço o amanhã imediato, leio cartas com previsões para anos. A longo prazo é mais fácil de acertar.

– Sem credibilidade . Mas sincera, viu dona, eu sabia que diria a verdade, vi nas minhas cartas que minhas argumentações te convenceriam de que não existe isso de ler a sorte.

A cartomante saiu correndo pela rua, jogou as cartas para o alto e sumiu por entre as pessoas que andavam. Eu até hoje não entendo esse dia.

Anúncios
Publicado em Sem categoria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s